Nesse artigo vou compartilhar com vocês todo meu conhecimento sobre a Ayahuasca, eu conheci essa medicina em 2020 e desde então faço uso dela de tempos em tempos para expansão de consciência e para ajudar no meu despertar espiritual. Eu já pesquisei muito sobre ela, principalmente no começo pois sempre fui muito desconfiada e queria entender tudo antes de me colocar diante de uma substância, naquele primeiro momento totalmente desconhecida para mim.

Eu pesquisei em todo que é site que vocês imaginem, li diversos artigos de pesquisas feitas nos Estados Unidos, em países da Europa sobre essa Medicina Sagrada. Cheguei até ir para o Acre visitar tribos indígenas na cidade de Cruzeiro do Sul que utilizam a Ayahuasca e outras medicinas da floresta, vocês acreditam? Rsrs

Eu fiquei sabendo que o Dj Alok tomava lá e quis logo conhecer e saber mais para ver se tinha alguma diferença daquela que conheci em São Paulo, assunto esse para outro artigo!

Eu queria mesmo entender o que era essa medicina, depois que eu tive a minha primeira experiência foi algo que simplesmente me deixou intrigada, eu só me perguntava: “Como isso está na terra a tanto tempo e eu só tive acesso com 33 anos?”

O que é a Ayahuasca?

Ayahuasca é uma medicina utilizada por diversas etnias por todo o mundo, cada uma com sua forma de proporcionar essa experiência, uma receita guardada a sete chaves por indíginas que preservaram esse presente dos céus para nós seres humanos. Ela é muito conhecida por proporcionar aos participantes uma experiência enteógena, uma combinação do grego entre entheos (literalmente, “Deus dentro”) e gen (“tornar-se”), remetendo àquilo que “gera o divino internamente”.

No Brasil, o uso em rituais passou a ser legal em 1987. Em 2020, o projeto de Lei 179/20 disciplinou o uso da bebida, reconhecendo as identidades religiosas que utilizam o chá de maneira legal e proibindo que práticas sejam feitas com o intuito de obter lucro.

Vale ressaltar que embora para ser utilizada aqui no Brasil precisa estar dentro de um ritual ou retiro legalizado como uma prática religiosa, fazer uso da medicina não necessariamente significa que você deva fazer parte de uma outra religião ou mudar suas crenças. Eu por exemplo, mantenho minhas crenças e utilizo essa medicina em rituais xamânicos (indígenas)  e estelares que não direcionam as pessoas que buscam desfrutar dos benefícios dela a acreditarem em nada diferente do que já acreditam.

A Ayahuasca é feita a partir da mistura de diferentes espécies do cipó Banisteriopsis (conhecido como cipó-mariri, jagube, yagé ou caapi) com outras plantas, como Psychotria viridis (chacrona) e Diplopterys cabrerana (chaliponga). 

A combinação dessas plantas com suas variadas proporções determinam a força da medicina, que também é conhecida como chá de Ayahuasca. O chá é consumido em cerimônias que duram em média 4 horas e são ministradas com músicas que direcionam toda a experiência dos participantes. Todo processo acontece de olho fechado, você tem a possibilidade de deitar ou ficar sentado e não há interação com outros participantes (a não ser com os cuidadores que ficam a disposição para suporte dos que precisarem), em geral cada pessoa vive o seu processo de forma pessoal. 

Quais são os benefícios?

Entre os principais benefícios temos:

  • Diminuí nível de stress e ansiedade;
  • Pesquisas revelam melhoras significativas em casos de depressão;
  • Contribui muito para quem busca Mindfulness (viver no aqui e agora);
  • Expansão de consciência;
  • Ajuda melhorar concentração e foco;
  • Contribui para pessoas com dificuldades de avançar na prática da meditação;
  • Melhora qualidade dos pensamentos para tomada de decisões mais assertivas;
  • Essa medicina é muito procurada também por dependentes químicos e apresenta resultados expressivos relacionados a libertação de vícios em geral;

Efeitos

Os efeitos da Ayahuasca incluem:

  • Miragens: muitas pessoas conhecem a medicina por seus efeitos psicodélicos,

    que são visões de imagens e formas coloridas, mas isso não acontece com todos, apenas pessoas que já tem a intuição voltada para visão. Eu por exemplo sou mais audição então tenho poucas mirações, cada pessoa tem uma experiência única adaptada com a sua “configuração” base de compreensão de mundo. 

  • Processos de limpeza, como vômitos e diarreia: embora as limpezas causem muito medo naqueles que leem ou pesquisam sobre a Ayahuasca, eu particularmente vejo elas como um processo maravilhoso, pois é uma forma de eliminar fisicamente o que está fazendo mal para o seu corpo emocionalmente. Vejo a limpeza como uma ajuda para me desfazer de sentimentos que estão me fazendo mal, eu me libertei de um processo crônico de alergia no rosto por exemplo com as limpezas.

  • Possibilidades de retorno em momentos da sua infância e adolescência para reviver momentos difíceis com a consciência do adulto atual;
  • Possibilidade de reencontro com ancestrais para ajustar algo que pode estar bloqueando o fluir de algum ponto de sua vida;
  • Resgate gradual da sua essência, quem você veio para ser;

Muitas culturas consideram a bebida sagrada e uma maneira de curar traumas passados, experimentar uma jornada de autoconhecimento, se conectar com o Eu Superior / Deus interior e uma forma de expandir a visão, o que leva muitos a procurarem o chá de Ayahuasca para um despertar espiritual, pois é um verdadeiro abrir de olhos para o que é real e o que são ilusões criadas por nossa mente. Além disso, os estudos científicos sobre a Ayahuasca trazem à tona suas propriedades terapêuticas e medicinais.

Tipos de Rituais 

A Ayahuasca NÃO é uma religião, ela é uma medicina sagrada de cura interior. Por essa razão é utilizada por algumas religiões como ferramenta de crescimento para os seus membros. 

Mesmo não sendo uma religião é recomendado o uso em locais com proteção espiritual e músicas para proporcionar uma experiência mais imersiva no processo de interação com essa medicina.

1) Santo Daime

O Santo Daime é uma religião, tem seus princípios, suas crenças, e essa religião utiliza do chá da Ayahuasca em suas cerimônias. A Ayahuasca não é o Santo Daime, vale deixar claro para não misturarmos as coisas. O Santo Daime apenas utiliza a medicina durante seus rituais. Eu particularmente nunca participei de um ritual de Santo Daime, por ser uma religião eu preferi não ir nessa direção pois já tenho minhas crenças e não queria desfazer delas para aproveitar os benefícios que essa medicina poderia me proporcionar.

2) Reino do Vegetal

O Reino do Vegetal é uma filosofia de vida, não sei se classificaria como uma religião. É um grupo fechado com membros que precisam estar devidamente registrados para poderem participar, e você só pode participar se for recomendado pois eles utilizam a medicina para estudos e compreensões sobre a vida com muita maestria e de forma muito organizada. Eu tive a honra de conhecer mais sobre a cultura, as crenças, de aprender mais sobre a vida do Mestre Gabriel que foi quem iniciou essa tradição no Brasil, durante a minha viagem no Acre, na cidade de Cruzeiro do Sul. Eu participei de um ritual para conhecer e achei muito interessante como eles se aprofundam em conhecimento utilizando a medicina como suporte para essa expansão durante os diálogos sobre vários tópicos, muito legal.

3) ARCA Estelar – Amor, Responsabilidade e Consciência em Ação

Esse é o local que eu consagro a medicina e que eu recomendo pois confio e gosto muito da forma amorosa que eles nos trazem a consciência.

Nesse local eles não seguem nenhuma religião específica e aplicam a medicina com diversos temas, tais como:

– Floresta (Ritual Xamânico)

– Oriental (Shiva, Ganesha, etc)

– Fraternidade Branca (Mestres Ascensionados)

– Estelares (Arcturianos, Pleiadianos, Sirianos, entre outros seres estelares)

“A ARCA é um portal de conexão com o Grande Mistério e nossa Real Natureza através de ferramentas de Expansão da Consciência, denominadas no mundo xamânico como Medicinas da Floresta, mais conhecidas Ayahuasca, Rapé e Sananga.

Um Instituto de Desenvolvimento Espiritual representado por uma grande família que está pronta para te receber e trilhar com você o caminho do Retorno do Ser, com todo o cuidado e carinho que você merece!”

4) Xamânicos

Os rituais xamânicos são encontrados em regiões mais afastadas pois são feitos por índios das tribos remanescentes em nosso país. Eu conheci várias tribos no Acre, sei que lá tem bastante que aplica a medicina, ouvi falar que tem no estado da Amazônia e Rondônia também, mas nesse caso eu não conheci. No Rio de Janeiro também tem um pessoal que organiza e vão para um lugar no meio das matas lá onde tem um pessoal xamânico que aplicam as medicinas.

    Precauções

    Essa medicina não pode ser ingerida quando o participante faz uso de outros medicamentos, é de suma importância o local que você escolher para experimentar a Ayahuasca ter um protocolo de segurança com especialistas médicos dando o respaldo em relação ao quadro clínico de cada pessoa. 

    É recomendado também interromper o uso de bebida alcoólica e qualquer tipo de drogas na semana que antecede o ritual.

    Para uma melhor experiência, é recomendado interromper o consumo de carne, em especial a vermelha pelo menos 3 dias antes de consagrar, já que o animal pode ter passado por sofrimento e essa energia é carregada na carne, podendo interferir no seu processo com a Ayahuasca.


    1 Comment

    Como Lidar com a Síndrome de Burnout! - · September 9, 2022 at 7:47 pm

    […] que me ajudaram muito nessa busca por compreensão e dessa reconexão comigo mesma, vou deixar aqui um link falando mais sobre a principal delas, a […]

    Leave a Reply

    Avatar placeholder

    Your email address will not be published.